Agradecer é uma arma que produz paz!

“Visto como por ti temos tanta paz e por tua prudência se fazem a este povo muitos e louváveis serviços, sempre e em todo lugar, ó potentísmo Félix, com todo o agradecimento o queremos reconhecer” (Atos 24.3). É muito prazeroso quando o líder reconhece o trabalho de seus liderados e aproveita a ocasião para agradecê-los…

Ler mais →

“A trajetória eficaz de uma `doula`!”

“Este criara a Hadassa (que é Ester; filha de seu tio), porque não tinha pai nem mãe; e era moça bela de parecer, e formosa à vista e morrendo seu pai e sua mãe, Mardoqueo a tomara por sua filha” (Ester 2.7). Uma das virtudes mais nobre da mulher para com seu Deus é a…

Ler mais →

“Esperança, não é coisa que se deve perder!”

“A qual temos como âncora da alma, segura e perene, e que penetra até ao interior do véu” (Hebreus 6.19). Em qualquer dicionário bom de nossa língua se afirma que a esperança é o “ato de esperar o que se deseja.” A igreja de Cristo, com base nessa definição, jamais poderá perder a esperança, porque…

Ler mais →

Conformando-se com o que tem recebido!

“Duas coisas te peço: não mas negues, antes que eu morra, afasta de mim a falsidade e a mentira, não me dês nem a pobreza nem a riqueza, dá-me o pão que me for necessário” (Provérbios 30.8). Agur foi um sábio judeu, filho de Joque, que escreveu e selecionou, as máximas de Provérbios capitulo trinta.…

Ler mais →

Conformando-se com o que tem recebido!

“Duas coisas te peço: não mas negues, antes que eu morra, afasta de mim a falsidade e a mentira, não me dês nem a pobreza nem a riqueza, dá-me o pão que me for necessário” (Provérbios 30.8). Agur foi um sábio judeu, filho de Joque, que escreveu e selecionou, as máximas de Provérbios capitulo trinta.…

Ler mais →

Quando o incêndio traz benefício…

“E disseram um para o outro: Porventura não ardia em nós o nosso coração quando, pelo caminho, nos falava, e quando nos abria as Escrituras?” (Lucas 24.32). Quase sempre o incêndio tem provocado destruição e até mesmo mortes, tanto da fauna, da flora e, também da vida humana. O país Portugal, passou recentemente por um…

Ler mais →

Pastores à beira do esgotamento…! 9 (continuação)

“E dizeis ainda: Eis aqui, que canseira! E o lançastes ao desprezo, diz o Senhor dos Exércitos; vós ofereceis o que foi roubado, e o coxo e o enfermo; assim trazeis a oferta. Aceitaria eu isso de vossa mão? diz o Senhor.” (Malaquias 1.13). Disse na palavra de ontem que para evitar o esgotamento ministerial…

Ler mais →

Pastores à beira do esgotamento…! 8 (continuação)

“E dizeis ainda: Eis aqui, que canseira! E o lançastes ao desprezo, diz o Senhor dos Exércitos; vós ofereceis o que foi roubado, e o coxo e o enfermo; assim trazeis a oferta. Aceitaria eu isso de vossa mão? diz o Senhor.” (Malaquias 1.13). Para evitar o esgotamento ministerial alguns passos precisam ser dados pelo…

Ler mais →

Pastores à beira do esgotamento…! 7 (continuação)

“E dizeis ainda: Eis aqui, que canseira! E o lançastes ao desprezo, diz o Senhor dos Exércitos; vós ofereceis o que foi roubado, e o coxo e o enfermo; assim trazeis a oferta. Aceitaria eu isso de vossa mão? diz o Senhor.” (Malaquias 1.13). Dando continuidade ao assunto, pastores à beira do esgotamento, quero dizer…

Ler mais →

Pastores à beira do esgotamento…! 6 (continuação)

“E dizeis ainda: Eis aqui, que canseira! E o lançastes ao desprezo, diz o Senhor dos Exércitos; vós ofereceis o que foi roubado, e o coxo e o enfermo; assim trazeis a oferta. Aceitaria eu isso de vossa mão? diz o Senhor.” (Malaquias 1.13). Quando o pastor, líder ou dirigente de um trabalho evangélico está…

Ler mais →

Pastores à beira do esgotamento…! 5 (continuação)

“E dizeis ainda: Eis aqui, que canseira! E o lançastes ao desprezo, diz o Senhor dos Exércitos; vós ofereceis o que foi roubado, e o coxo e o enfermo; assim trazeis a oferta. Aceitaria eu isso de vossa mão? diz o Senhor.” (Malaquias 1.13). São inúmeras as causas do esgotamento entre líderes cristãos. O próprio…

Ler mais →

Pastores à beira do esgotamento…! 4 (continuação)

“E dizeis ainda: Eis aqui, que canseira! E o lançastes ao desprezo, diz o Senhor dos Exércitos; vós ofereceis o que foi roubado, e o coxo e o enfermo; assim trazeis a oferta. Aceitaria eu isso de vossa mão? diz o Senhor.” (Malaquias 1.13). Quantos obreiros fiéis, que trabalharam arduamente para Deus com o sacrifício…

Ler mais →

Pastores à beira do esgotamento…! 3 (continuação)

“E dizeis ainda: Eis aqui, que canseira! E o lançastes ao desprezo, diz o Senhor dos Exércitos; vós ofereceis o que foi roubado, e o coxo e o enfermo; assim trazeis a oferta. Aceitaria eu isso de vossa mão? diz o Senhor.” (Malaquias 1.13). Os sacerdotes nos dias de Ageu e Zacarias além de não…

Ler mais →

Pastores à beira do esgotamento…! 2 (continuação)

“E dizeis ainda: Eis aqui, que canseira! E o lançastes ao desprezo, diz o Senhor dos Exércitos; vós ofereceis o que foi roubado, e o coxo e o enfermo; assim trazeis a oferta. Aceitaria eu isso de vossa mão? diz o Senhor.” (Malaquias 1.13). Nos dias de Malaquias, Ageu e Zacarias os sacerdotes começaram a…

Ler mais →

Pastores à beira do esgotamento…!

“E dizeis ainda: Eis aqui, que canseira! E o lançastes ao desprezo, diz o Senhor dos Exércitos; vós ofereceis o que foi roubado, e o coxo e o enfermo; assim trazeis a oferta. Aceitaria eu isso de vossa mão? diz o Senhor.” (Malaquias 1.13). É, o mundo está realmente louco! Pessoas morrendo sem nenhuma ajuda,…

Ler mais →

Quem é pois o servo fiel?

“Quem é pois o servo fiel e prudente, que o Senhor constituiu sobre a sua casa, para dar o sustento a seu tempo?” (Mateus 24.45). O Senhor Jesus Cristo está voltando e será que os Seus servos, tidos e havidos como fiéis estão servindo com fidelidade a Ele? Jesus disse: “Bem-aventurado aquele servo a quem…

Ler mais →

Não devemos arrancar o joio do meio do trigo

“O campo é o mundo, e a boa semente são os filhos do reino; e o joio são os filhos do maligno” (Mateus 13.38). Quando Jesus Cristo ministrou aos seus discípulos essa parábola do trigo e do joio, Ele ainda não havia instituído a Sua Igreja.  A explicação feita por Jesus está bem clara para…

Ler mais →

Stop, é hora de refletir! (continuação)

“Não se desvie para os seus caminhos o teu coração, e não andes perdido nas suas veredas.” (Provérbios 7.25). Stop, é hora de refletir. Em meio as tribulações, desânimos e esfriamentos na fé em Deus por parte de Israel, o líder hebreu Josué, resolveu admoestar ao povo hebreu, e após intensa reflexão, ele decidiu por…

Ler mais →

Stop, é hora de refletir! (continuação)

“Não se desvie para os seus caminhos o teu coração, e não andes perdido nas suas veredas.” (Provérbios 7.25). Stop, é hora de refletir. José, filho de Jacó e Raquel, pensou rápido e não se entregou aos desejos da carne e nem aceitou deitar-se com a mulher de Potifá. Mesmo correndo risco de vida, pelas…

Ler mais →

Stop, é hora de refletir! (continuação)

“Não se desvie para os seus caminhos o teu coração, e não andes perdido nas suas veredas.” (Provérbios 7.25). Stop, é hora de refletir. Judas Iscariotes não parou para refletir sobre a sua própria insensatez, mas tomou uma decisão errada, que lhe custou a vida: “E ele, atirando para o templo as moedas de prata,…

Ler mais →