Jesus, o observador.

“…O Senhor não vê como o homem: o homem vê a aparência, mas o Senhor vê o coração.”

(1 Samuel 16.7, NVI)

Não se sabe ao certo se era uma ceia que reunia alguns convidados ou se era uma festa de casamento. O fato é que Jesus, um dos presentes, “estava observando como os convidados escolhiam os primeiros lugares” (Lc 14.7). Alguns passavam à frente para ocupar logo os lugares de mais honra. Certamente era uma violação da etiqueta. Entretanto, o problema maior era a vaidade daqueles que não esperavam o convite oficial do dono da festa para sentar-se no lugar designado por ele. Foi nesse momento que Jesus proferiu a famosa sentença: “Quem se en­grandece será humilhado, mas quem se humilha será engrandecido” (Lc 14.11, NTLH).

Em outra ocasião, Jesus estava assentado no pátio do templo, perto do gazofilácio, (Caixa onde os fiéis colocam suas ofertas voluntárias e ou seus dízimos), observando cuidadosamente as pessoas que colocavam dinheiro na caixa das ofertas. Ele percebeu que os ricos davam muito dinheiro, o que era razoável. Notou também que uma pobre mulher, viúva, colocara ali duas moedinhas que valiam apenas dezesseis cen­tavos de um denário! Jesus não conseguiu ficar calado e comentou que a viúva havia dado tudo e os ricos, apenas o que lhes sobrava (Mc 12.41-44).

Apenas duas passagens para percebermos como nosso Jesus é observador de detalhes que às vezes não notamos. Fiquei pensando, será que os detalhes de nossa passagem aqui na terra também não são observados por Ele? Já parou para pensar, nesse assunto? Deixo para você essas perguntas e uma resposta “Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos observem os meus caminhos” Pv 23:26, Dê o seu coração e seu ser a Jesus ainda hoje. Concluo com a letra de uma canção muito conhecida em nossos templos: Sei que os teus olhos sempre atentos permanecem em mim e os teus ouvidos estão sensíveis para ouvir meu clamor posso até chorar. Mas a alegria vem de manhã És Deus de perto e não de longe nunca mudaste, Tú és fiel.”

Deus lhe abençoe.